Você está aqui
Home > Dicas B&V > Dicas de Saúde > Os benefícios da prática do Yoga para o ciclista

Os benefícios da prática do Yoga para o ciclista

A prática milenar traz benefícios para o corpo e mente, além de garantir um melhor rendimento em competições.

Quem pratica esporte sabe que intercalar diferentes tipos de atividade física de maneira equilibrada, é uma excelente maneira de potencializar os benefícios da prática à saúde. No caso do ciclismo, um dos exercícios complementares mais indicados é o yoga. A técnica milenar garante ao praticante uma maior resistência aeróbica, flexibilidade e concentração, e independente de como você usa a bicicleta, seja como meio de transporte ou como esporte, incorporar o yoga traz vantagem no condicionamento físico e mental.

Em relação aos benefícios físicos, as primeiras mudanças sentidas pelos ciclistas após o início da prática são em relação ao fortalecimento e alongamento do corpo, o que colabora para um posicionamento correto sobre a bike. “As posturas do yoga trabalham a resistência, exercitando os músculos de forma integrada. Como atuam fortemente sobre o core (região formada pelos músculos do quadril, abdome e para vertebrais), ajudam o ciclista a sustentar a posição do tronco, prevenindo dores na região lombar e evitando tensões na musculatura das costas, ombros e braços”, explica professora de yoga e também ciclista Adriana Dex.

Durante o Gran Fondo Rio de Janeiro, campeonato mundial de ciclismo, que acontece dia 28 – Adriana vai aplicar todos seus ensinamentos para os participantes no Resort Portobello – local de concentração da prova. Em um espaço especialmente montado de frente ao por do sol, Adriana Dex dará aulas especial para os atletas como também dicas de alongamentos e posições para que os participantes da prova possam encarar os 2 mil metros de ascensão acumulada sem sofrimento.

“Durante as aulas, vamos focar nos vários benefícios que a yoga traz a quem pratica o ciclismo. Um deles é o fortalecimento do core, quadríceps, isquiotibiais, glúteo e flexores do quadril, melhorando também a postura, flexibilidade e a consciência corporal. Será ensinado, também, a manter a calma e o foco mental, utilizando a respiração através de exercícios respiratórios chamado Pranayamas”, explica Adriana. “Serão trabalhadas formas de alongar e relaxar o corpo, nada que deixe o ciclista cansado antes da disputa”, complementa.

Algumas posições de yoga que proporcionam um alongamento eficiente pra ciclistas

Posição angulada (Salamba Supta Baddha Khonasana)

Esta posição de yoga ajuda a relaxar a zona mais exigida nos ciclistas. Você pode ficar nela o tempo que quiser. Comece sentado e posicione as plantas dos pés uma contra a outra. Mantenha os pés na posição e deite. Tente ficar entre 5 a 10 minutos assim.

Torção de tronco (Athara Parivartanasana)

Esta posição é boa para quem tem as costas durinhas, ela relaxa completamente a espinha dorsal, quadril e ombros. E ainda alivia a lombar. Deite sobre o chão com os joelhos dobrados e próximos ao peito. Inspire e ao soltar o ar leve os joelhos para um dos lados torcendo o tronco. Mantenha os braços abertos para segurar o ombro encostado no solo e repita o movimento do outro lado.

Posição do Camelo (Ustrasana)

Lead Comunicação

Artigos semelhantes

Deixe uma resposta

Topo
%d blogueiros gostam disto: