Você está aqui
Home > Edição > Pesquisa mostra como estão as ciclovias de BH, RJ e SP segundo os ciclistas

Pesquisa mostra como estão as ciclovias de BH, RJ e SP segundo os ciclistas

Com dados do aplicativo usado para avaliar ciclovias e transporte coletivo, Idec ressalta a importância do usuário opinar sobre o que funciona ou não no transporte nas 3 capitais

O Idec apresentou nesta terça-feira (11) dados de avaliação da população de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo sobre as ciclovias dessas capitais, gerados a partir do aplicativo MoveCidade. Nas três cidades, as notas evidenciam que os ciclistas se sentem mais seguros quando acessam as ciclovias, mas também revela que a qualidade e a manutenção dessa vias são importantes para os usuários.

“A pesquisa mostra coerência nas avaliações entre as três cidades. Apesar de níveis diferentes de avaliação entre esses municípios, os ciclistas sentem mais segurança nas ciclovias, mas reclamam da falta de manutenção e sinalização”, explica o pesquisador em Mobilidade Urbana do Idec, Rafael Calabria.

No aplicativo, os usuários podem avaliar as ciclovias e o transporte coletivo das três capitais por meio de estrelas para diversos itens. Essa avaliação é inserida ao banco de dados geral que agrega todas as respostas. Veja abaixo as notas, de 0 a 10, para os principais itens das ciclovias das três capitais:

Para o Idec, a melhor avaliação em relação a segurança evidencia a aprovação dos usuários à presença de infraestruturas e a políticas que estimulem o uso das bicicletas. As críticas em relação à qualidade, manutenção, e segurança nos cruzamentos reforçam que também é importante que se melhore o planejamento realizado pelos órgãos responsáveis pelo trânsito nas cidades e que se invista em conservação.

Veja também a avaliação de outros itens das ciclovias no site do MoveCidade

O aplicativo

O MoveCidade permite que usuários de ciclovias e de transporte coletivos avaliem pelo celular a qualidade de diversos quesitos dos ônibus, trens, metrôs e estações de bicicleta compartilhada, como limpeza; informações no interior dos veículos, pontos e plataformas; conduta do motorista; lotação; tempo de espera; infraestrutura de acessibilidade, etc.

Entre os diferenciais do App está sua utilidade para a geração de um banco de dados independente, produzido pela sociedade, e de informações consistentes para subsidiar análises qualitativas. Também, estimula o senso crítico dos usuários sobre tudo o que se relaciona à qualidade do transporte público. Além disso, embasa e fortalece as reclamações feitas pela população aos órgão públicos por melhorias no transporte.

O aplicativo MoveCidade foi criado pelo Idec, em parceria com o Instituto Clima e Sociedade (iCS) e o Laboratório de Experimentação Digital (LED), e está disponível para download gratuito para celulares Android e iOS.

Fonte:bikeelegal.com

Fotos: divulgação

Artigos semelhantes

Deixe uma resposta

Topo