Vc na Revista!

Talvez esta seja a melhor parte da revista, em pouco mais de um ano de estrada já contamos algumas histórias. O que a bike mudou em sua vida? São essas histórias que nos faz acreditar que todos têm condições de chegar onde desejam. Confira a história da Mariana Valéria de

Você na Revista!

Da divisa das Montanhas ao Mar. Você na Revista! É um espaço democrático onde todos podem contar suas histórias, aventuras e passeios com sua bike. Neste texto, iremos contar o pedal do casal Carlinhos e Márcia. “Tudo começou quando no início do mês de novembro de 2018 minha esposa me surpreendeu

1º Natividade Bike Fest

Estivemos presentes neste domingo (23), na cidade de Natividade, região noroeste do Rio de Janeiro onde aconteceu o 1º Natividade Bike Fest. Um super evento que contou com a participação de aproximadamente 357 inscritos e 40 acompanhantes. Muito bem organizado e com três percursos sendo para iniciantes, intermediários e elite,

Interação com diversos estados

A Revista Bike & Vida está no mercado há menos de um ano e já conquistou diversos seguidores de muitos estados pelo Brasil afora, e se depender dos seguidores atuais este número irá crescer ainda mais! Com a interação “marque a tag #revistabikeevida em suas fotos”, a aderência do público

Julio César Abud

Nosso segundo personagem é Júlio Cesar Abud de 48 anos. Sinônimo de perseverança pra quem busca sair do sedentarismo. Júlio já estava na fila da cirurgia bariátrica quando o médico indicou o pedal, até então um exercício que não chamava atenção, mas resolveu tentar. Antes de começar, além do sedentarismo,

Adolfo Silva

Todos nós temos bons exemplos a ser seguidos, mas para contemplar a nossa primeira edição falaremos de três bons exemplos de vida que nos remete a pensar, por que não tentar? Começamos nossa história com o Sr. Adolfo Silva de 79 anos, morador de Porciúncula, região noroeste fluminense, onde o mesmo

Marcelo Vasconcelos

Uma grande lição de motivação e superação, Marcelo é deficiente há 9 anos tendo o braço esquerdo amputado, depois de complicações que sucederam após um acidente de moto. Em virtude do fumo, suas artérias ficaram debilitadas e após 4 cirurgias a única opção foi amputar o braço esquerdo. Marcelo Vasconcelos, da cidade